Assaduras no bebê: qual a melhor prevenção?

Muito comuns, principalmente em bebês menores de um ano, as assaduras começam com uma pequena vermelhidão e logo podem incomodar a criança. Algumas mães chegam a passar o creme anti-assaduras a cada troca de fralda para evitar a rápida irritação da pele do bebê. Mas qual a melhor forma de tratamento e evitar a assadura? 

A dermatite de fraldas acomete a maioria dos bebês e é aquele tipo de experiência que, mesmo com todo o cuidado com a criança pode acontecer por um motivo muito simples: a fralda faz aumentar tanto a temperatura quanto a umidade do local protegido, fazendo com que a pele fique irritada se houver um contato prolongado do bebê com a urina e as fezes.

O melhor a se fazer, então, é uma prevenção com cuidados básicos contra as assaduras. Trocar frequentemente a fralda é o primeiro ponto. Embora algumas marcas falem em uma absorção mais eficiente, isso não significa que o xixi não tenha contato com a pele.

Outro ponto pouco falado é sobre os lenços umedecidos. Eles, principalmente os perfumados, devem ser evitados. Em casa, por exemplo, dê preferência aos algodões com água morna. Na hora do banho, o ideal é usar um sabonete adequado aos bebês e é necessário secar bem a área no final. Com relação às pomadas, dê preferência àquelas que sejam mais fácil de se remover. Ao trocar à fralda, algo essencial: use sempre o tamanho indicado para o peso do bebê e não aperte muito.

*Fonte: Fernanda Freire, site seupediatra.com