Você sabe o que são os métodos não farmacológicos de alívio à dor?

Posições para o parto.

Você sabe quais são os métodos não famacológicos de  alívio à dor do parto? Um deles é a água, chamada por alguns médicos de ‘aquadural’, uma alusão è peridural. Hoje, há opções de parto na água em maternidades públicas e do sistema privado. Os médicos que atuam dentro deste modelo humanizado, recomendam banhos de chuveiro, compressas, massagens.

Outra forma de amenizar as dores e trazer mais conforto e tranqüilidade para o parto são as respirações. Elas devem ser profundas nos intervalos das contrações, no momento da contração recomenda-se a seguinte respiração: imagine  que está aspirando uma flor e soprando uma vela lá longe. Esta respiração é grande aliada da mulher no trabalho de parto.

Alguns sons emitidos também ajudam na concentração. Vocalizar a letra Aaaaaaaaarelaxa, ajuda a soltar o corpo. O mantra Uuuuuuuu, inspirado nos sons emitidos pelas índias durante o trabalho de parto. Na verdade é um hurro. Muitas mulheres já vocalizaram o A e o U durante o trabalho de parto e gostaram;  dizem que ajuda a concentrar a atenção. Ao invés de gritar, clamar, reclamar, tente vocalizar os sons.

Outro método  é se movimentar durante o trabalho de parto, caminhar, agachar, girar os quadris. Pode girá-los em círculo, em oito, de um lado para o outro, de frente para trás. Pode ficar em quatro apoios, ‘de quatro’, esta posição favorece no giro que o bebê tem que fazer, abre espaço. 

O conforto de uma ‘doula’ também é um método de alívio à dor. Ela faz massagens, pega na mão, fala  nos ouvidos, acalmando a mulher. Costuma levar luzes coloridas, aromas, criando um ambiente favorável ao trabalho de parto.

A companhia do pai é muito importante. O pai ocupa, pela primeira vez, lugar na cena do parto. Isto, na história da humanidade é novo. Os pais costumavam ficar lá fora e ouviam de longe o choro do bebê. Parto  era coisa de mulher. Hoje, as mulheres têm direito a um acompanhante no parto. O pai tem maior vínculo com o filho ao presenciar o seu nascimento. Escolha quem você quer por companhia naquele momento, pode ser sua mãe, uma amiga...

(Cleise Soares - professora de Yoga e jornalista)