Relatos de parto

Beatriz (Ana Paula e Bruno)

No dia 04.09.18 chegamos a DPP e nem sinal de Beatriz querer sair da barriga da mamãe, esperou pacientemente a chegada de todos os avós, sem nenhuma manifestação. Eu me sentia muito bem, engordei apenas 9 quilos durante a gestação, continuei frequentando as aulas de hidro e ioga que tanto me ajudaram durante todo o período gestacional. A cada ultrassom e consulta com o Dr. Sandro a ansiedade e expectativa aumentavam. O trabalho na Defensoria enfim estava em dia e o quartinho dela praticamente pronto, só faltando pequenos detalhes. No dia 06.09.18 comecei a perder o tampão mucoso, sem qualquer outro sinal de trabalho de parto. No... Leia mais

Marcel(Fernanda e Alysson)

Sou Fernanda, mãe de uma menina de quase 3 anos de idade cujo parto foi cesariana, sem uma causa clara. A justificativa foi que no último ultrassom (realizado em outro local, diferente dos inúmeros anteriores), o bebê estava aparentando ser muito pequeno. Mas defino como inexperiência materna e a troca de obstetra no 6º mês da gravidez. Minha filha nasceu saudável, de 39 semanas, pesando 2.865 gr e a cirurgia aconteceu em 30 minutos. Porém, me rendeu um pós parto doloroso, dependendo de terceiros para atividades relativamente simples e me gerou uma hérnia inguinal, 2 anos depois devido a fragilidade causada pela descontinuidade... Leia mais

Théo(Fernanda e Daniel)

  Cesárea anterior, 38 semanas e cinco dias fui a uma consulta no dia 11/07, estava com 2 cm de dilatação e colo favorável, foi feito o descolamento de membranas, e no caminho de casa começaram as  contrações com cólicas. Fui orientada a entrar em contato com o médico e voltar caso as contrações se mantivessem por cerca de uma hora de dez em dez minutos. O hospital em BH fica a cerca de uma hora e dez sem imprevistos da minha casa, moramos em uma cidade vizinha. Passei na minha sogra, jantei uma canjiquinha.Chegamos em casa por volta de 20h30min da noite, comecei a monitorar as contrações que já estavam ritmadas de dez em dez... Leia mais

Filippa ( Geórgia e Guilherme)

Uoowww... palavras escritas deveriam ter som. Ele sairia gutural, certamente. Na quinta dia 7 de junho fomos a "Maternidade" , consultar com doutora Avelina para avaliar o colo, fazer exame de cardiotocofrafia e optamos também por fazer o descolamento da bolsa. Afinal, 41 semanas e dois dias, já estava na hora. A ideia inicial era que se não evoluísse, faríamos a indução no dia 8 de junho. Descolamento realizado com sucesso, um pouco de dor, bem tolerável. Expectativa a mil esperando a primeira contração. Bom, saímos do hospital e resolvemos ir jantar já que ficar em casa não ia adiantar nada. Fomos a um restaurante próximo de casa... Leia mais

Alice (Renata e Miguel)

  Esperando por Alice Entendemos que o trabalho de parto e o parto em si constituem-se num pedaço de uma caminhada que se inicia antes mesmo da gestação. Lá onde no plano de nossos desejos já sonhamos em ser pais. Alice é nossa filha caçula, nossa bebê arco-íris – denominação do filho ou filha que vem depois de uma perda. Esta metáfora tão linda vem para nos mostrar que passado a tempestade é possível viver outros tempos, mais coloridos, leves e felizes. Contar sobre a chegada da Alice é também falar do Caio, nosso primeiro filho, que teve uma passagem breve e intensa por aqui. Caio foi fruto de uma gestação desejada, planejada e... Leia mais

Gael (Letícia & Lucas)

Sobre a minha experiência em parir. Sou uma pessoa marcada por datas constantemente especiais na minha vida. O dia 24 de junho é uma delas. Foi numa festa de São João que meu melhor amigo se transformou no meu amor e foi nessa mesma data, cinco anos depois, que eu pari a luz da nossa vida, o Gael. Já fazia uma semana que sentia as famosas contrações de treinamento irem esquentando e ficando mais fortes além de muitas fisgadas na barriga que mais pareciam umas agulhadas internas tentando me partir ao meio. Na quarta-feira, três dias antes do parto, as contrações chegaram a ficar bem fortinhas a ponto de nos fazer ligar para o Dr.... Leia mais

Luisa (Lilian e Eduardo)

Relato do parto da Luisa   Fiquei grávida da Luisa em abril de 2016 e a data prevista para o parto era dia 22 de janeiro de 2017. Estava tudo correndo bem na gravidez, apesar da azia no início e no final. A partir do oitavo mês, comecei a ficar um pouco inchada, mas nada que atrapalhasse a minha rotina diária. Durante a gravidez, eu tive que pensar e definir em qual hospital eu gostaria de ganhar a Luisa e como eu queria que fosse o parto. Desde o principio eu queria fazer parto normal, razão pela qual fui em busca de um profissional que tivesse o parto normal como filosofia de trabalho e que não colocaria um obstáculo no final da... Leia mais

Luca (Isadora Canuso & Felipe )

No ano de 2015 decidimos engravidar, eu já havia assistido o filme "O Renascimento do Parto" e simpatizava com a idéia, embora não soubesse bem o que realmente era um parto humanizado.   Comecei a procurar obstetras em BH que trabalhassem nessa linha e descobri o Núcleo Bem Nascer. Liguei para todos os médicos do Núcleo e nenhum deles estava atendendo novos pacientes. A batalha começava ai, não bastava apenas ter o desejo de um parto normal, mas buscar um médico que trabalhasse nessa linha e conseguir uma consulta, era difícil também. Insisti na Dra. Avelina, o porque eu não sei, pedi para a secretária que me colocasse em uma fila... Leia mais

Diana (Letícia & Marcos)

Sobre a minha experiência de liberdade em um parto natural na maternidade: No dia 13 de abril eu pari, feliz da vida. Três semanas antes já vinha sentindo dores fortes o suficiente para me acordar de madrugada, mas eram ainda os incríveis pródromos, preparando meu corpo para o grande evento. Graças às trocas de ideia com minhas amigas doulas Paula Miranda e Alice Leão (que tinha ganhado seu Bem pouco tempo antes), em conversas com outras mulheres no grupo de yoga para gestantes Garbhini KY, e no universo paralelo da Internet, eu sabia do que se tratavam aquelas dores intermitentes, e assim não saí voando pro hospital antes da hora... Leia mais

Bernardo (Camila Esteves e Rodrigo)

Sempre quis ter um parto normal. Desde antes de casar isso sempre foi muito claro na minha cabeça. Minha mãe teve 2 partos normais e eu sempre fui "forte" pra dor. Pra mim a pergunta: "quer parto normal ou cesárea?" nunca teve nenhum cabimento ou lógica visto que vejo a cesariana como um artifício da medicina caso seja necessário e não uma "opção". Conversando com uma prima de SP ela me disse que achava (pela conversa) que eu queria um parto humanizado e não simplesmente normal. Achei aquilo meio estranho, por que na minha cabeça parto humanizado era coisa de gente muito diferente de mim. Ela me indicou que eu assistisse ao filme "... Leia mais

Páginas