Nina(Carolina e Cláudio)

Assim como foi com meu primeiro filho que nasceu no dia que completamos 38 semanas em abril de 2016, esperávamos que a Nina fosse ser igualmente apressada. Mas quando as semanas foram passando tivemos certeza que cada gravidez é única e cada trabalho de parto também. 
O primeiro sinal de que sua chegada se aproximava foi quando já estava com 39 semanas e 5 dias, no fim de um domingo e senti as primeiras contrações que logo entraram num ritmo. Observei, falei com a Dra Avelina, mas depois de deitar e tomar um banho quente o ritmo se perdeu. Estava vivendo os pródromos e assim segui a semana com contrações e perda de tampão. 
No sábado seguinte com 40 semanas e 4 dias, após achar a Nina um pouco quieta, encontrei Dra Avelina para uma avaliação e nossa pequena estava ótima! No exame de toque que apontava um colo ainda grosso e com apenas 1 cm de dilatação, aproveitamos pra descolar a membrana e ver se assim o trabalho de parto engrenaria pois a espera já estava ficando um pouco angustiante, principalmente pq a Nina era um bebê pequeno, no percentil 5, desde as 28 semanas e a simples ideia de que o ambiente uterino passasse a ser desfavorável pra ela palpitava meu coração. 
Às 20h30 desse mesmo dia comecei a sentir contrações mais intensas e logo percebi que pelo ritmo excelente, já estava em fase latente. Falei com a Dra Avelina e ela se prontificou a me examinar, mas como a dor ainda era suportável sabia que podia esperar. E assim foi madrugada a dentro quando ainda consegui cochilar e descansar entre elas. Às 8h36 da manhã de domingo senti a primeira contração bem dolorida e depois de 3 delas bem duradouras e com intervalo curto vi que era hora de partir pra maternidade. Enquanto me preparava pra sair de casa a intensidade só aumentava e as dores ficaram realmente insuportáveis. Chegamos juntas na Neocenter e às 9h40 já na suíte PPP, Dra Avelina me examinou e o colo estava com 6 cm de dilatação confirmando que eu já estava em trabalho de parto ativo. Logo chegou minha doula Lena, a fotógrafa Carol e a equipe estava formada! À partir daí tudo fluiu muito bem e rapidamente! Aproveitei o chuveiro, as massagens da Lena e entrei na banheira. Em pouco tempo, às 10h30 mais ou menos, começaram os puxos e percebemos que já tinha dilatação total. A bolsa amniótica permanecia intacta e foi uma parte dela cheia de líquido a primeira coisa a sair . Às 10h47 numa explosão de amor, chegou minha Nina, embrulhada pra presente no seu saco gestacional em pleno Dia das Mães. Tão rápida no fim das contas que nem esperou o irmão e a vovó chegarem pra acompanhar seu nascimento. Desde então não paro de comemorar!